sexta-feira, 31 de julho de 2020

Bushido Blade: A vitória em apenas um ataque

Por: Ronald Junior


Lançado em março de 1997 para o Playstation, Bushido Blade ousou trazer uma experiência totalmente diferente dos jogos de luta da época. Nada de barra de vida, golpes especiais miraculosos e combos de mais de 90 hits. Bushido Blade apostou em uma jogabilidade mais realista, onde apenas um corte limpo pode encerrar a partida.

Esse ataque conclusivo traz uma dinâmica unica que torna o combate mais tenso e estratégico. A atenção aqui é um ponto crucial, ter a paciência para desferir o golpe ideal no momento certo é o que garantira a vitória.

Bushido Blade possui o total de 6 personagens e uma boa variedade de armas para sua escolha. Infelizmente os personagens possuem poucas características únicas, fazendo com que sua escolha de personagem não pese tanto.

Um combate tenso, onde a paciência é a chave da vitória

Para ajudar a alcançar o fatídico golpe final, você pode lesionar as pernas e braços do seu oponente, assim afetando sua mobilidade, alcance e precisão. O bom uso desses recursos pode ser crucial em um combate mais demorado. Aliás, no modo história, é possível você ver no corpo do seu personagem as feridas dos combates anteriores, mostrando o qual árdua foi sua jornada.

Se caso tudo isso não for o suficiente, Bushido Blade ainda te dá a oportunidade de jogar sujo. Você pode atirar objetos e jogar terra no oponente para abrir brechas para um ataque. Aproveitando o assunto “trapaça”. O modo história de Bushido Blade preza a honra de um guerreiro, ou seja, se você for um “malandrinho” e quiser dar aquela “roubadinha” de leve pra derrotar aquele oponente chato, prepare-se para receber um belo puxão de orelha e ver sua jornada se encerrando maneira prematura.

Um belo jogo para sua época

Bushido Blade oferece cenários vastos e ricos em detalhes e que te dão a oportunidade de simplesmente correr por aí, algo difícil de se ver até hoje em jogos de luta 3D, e não para por aí, ainda existe interações com o cenário como os bambus que caiem ao ser atingidos, a sujeira que fica em seu personagem ao cair na lama e oportunidade de se limpar na água.

As músicas durante as lutas dão lugar ao som do ambiente, que ajuda a passar um tom mais sério aos combates, mas não vou negar que senti falta de uma musiquinha para dar mais vida as lutas.

Para ajudar a prolongar a jogatina, existe o Slash Mode, que é tipo um modo Survivor, onde você vai encarando diversos inimigos, um atrás do outro. O modo é bem desafiador e divertido, te deixando preso no jogo durante mais um tempinho..

O modo que mais me chamou a atenção foi o modo em primeira pessoa. O que se perde em visão se ganha em imersão. Ele aumenta ainda mais a tensão do combate e faz com que você se sinta na pele do personagem.

Uma experiência fora da caixinha

Bushido Blade oferece uma experiencia totalmente diferente dos outros jogos do gênero. A dinâmica do golpe decisivo te faz repensar todo o conceito estratégico de um jogo de luta, com que pense ainda mais de agir. O combate tenso somado com a riqueza de detalhes faz com que a experiência proporcionada por Bushido Blade seja incrível e unica.


Gostou desse artigo? Então temos mais conteúdo de peso sobre jogos que você vai gostar.

O Esquilo Biônico também está no Twitter e no Facebook. Nos sigam por lá para receber sempre novidades.

Siga também meu perfil pessoal @Ronald_Jr28.

Nenhum comentário:

Postar um comentário